fbpx
Agende sua consulta: (17) 3232-1544 | 99153-9837

Conheça as 5 principais doenças do sistema digestivo relacionadas à obesidade

Conheça as 5 principais doenças do sistema digestivo relacionadas à obesidade

Hoje temos consciência de que o excesso de peso pode nos levar a inúmeros problemas de saúde, entre eles, algumas patologias do aparelho digestivo. Você conhece as principais doenças do sistema digestivo que têm relação com a obesidade?

De fato, a obesidade é um mal cada vez mais constante, que tem preocupado muito as autoridades da saúde. Ela desencadeia uma série de outras enfermidades consideradas crônicas e que causam prejuízo à qualidade de vida, como diabetes mellitus, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.

Além dessas patologias crônicas, ela pode desencadear também enfermidades digestivas, como a doença do refluxo gastroesofágico, pancreatite, hérnia abdominal, entre outras, que interferem muito no nosso bem-estar.

Neste post, você conhecerá algumas dessas doenças e como elas se manifestam no organismo. Confira:

1. Doença do refluxo gastroesofágico
Pacientes com o aumento do índice da massa corpórea têm uma propensão maior de desenvolver a doença do refluxo gastroesofágico, bem como as complicações oriundas dessa patologia, como regurgitação, queimação retroesternal (azia), esofagite erosiva e câncer de esôfago.

A doença se caracteriza pela volta do ácido estomacal ao esôfago. Ela pode ser descrita com uma dor ardente no peito, que geralmente ocorre após as refeições ou à noite. Quando ocorre mais de duas vezes por semana, pode ser sinal de doença crônica. Recomenda-se a procura por um especialista.

2. Cálculos biliares
Também conhecida como colelitíase e litíase da vesícula biliar, os cálculos biliares têm relação com a obesidade. Ocorre em pessoas com excesso de peso em quantidade muito maior que na população geral, mas principalmente em mulheres.

Quando o fígado secreta colesterol (maior componente dos cálculos biliares) em excesso, a bile fica saturada, e se formam cristais de colesterol que se acumulam no órgão, formando os cálculos biliares.

A doença provoca dores intensas no abdômen e pode levar a outras enfermidades. Suas causas estão relacionadas à má alimentação, bem como podem ser oriundas de outras doenças, como diabetes, cirrose hepática etc. O tratamento é essencialmente cirúrgico.

3. Pancreatite
A pancreatite é uma das doenças do sistema digestivo mais perigosas. Trata-se de uma inflamação que atinge o pâncreas. Ela ocorre quando o suco digestivo produzido nessa glândula se torna ativo antes mesmo de chegar ao intestino delgado. Dessa forma, essas enzimas acabam irritando a parede celular do pâncreas.

Seus principais sintomas são: náuseas, vômitos, febre e dor na parte superior do abdômen. Pode ser causada por algumas condições, como pedra na vesícula, consumo excessivo de álcool e de alguns medicamentos. O tratamento é complexo e necessita de internação.

4. Hérnia abdominal
Trata-se de uma protusão (saliência) de qualquer órgão do abdômen, causada pelo enfraquecimento da parede abdominal. Pode ser causada por esforços excessivos (exercícios físicos, gestação ou obesidade, por exemplo).

Ocorre quando parte de um órgão — como o intestino ou o tecido gorduroso — invade um local do corpo, causando dor. Muito mais comum em homens, o surgimento do problema pode ocorrer devido a algumas ações erradas, como erguer peso, não consumir fibras na alimentação e adquirir muito peso corporal. O tratamento ocorre essencialmente por meio de cirurgia.

5. Esteatose hepática
É o acúmulo de gordura existente no fígado que, assim como a cirrose hepática e o câncer hepático, está associada, em muitos casos, à obesidade. Os fatores de risco mais frequentes ou causas de Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica (DHGNA) são a obesidade, a diabetes mellitus e a dislipidemia (elevação do nível de colesterol e/ou triglicerídeos).

Trata-se de um mal silencioso que só é identificado em casos em que o paciente realiza uma ultrassonografia de abdômen como parte de seus exames de rotina. Sua descoberta é geralmente acidental.

Pense na sua saúde e como você ganhará em qualidade de vida ao atingir seu peso ideal. Não perca mais tempo e busque logo um tratamento eficiente contra a obesidade. Assim, você se protegerá contra vários problemas de saúde!

Fonte: Cirurgia CVE

Fechar Menu
WhatsApp chat