fbpx
Agende sua consulta: (17) 3232-1544 | 99153-9837

Obesidade causa enxaqueca

Obesidade causa enxaqueca

Especialista alerta que o excesso de peso pode aumentar em até 44% a chance da doença

Quem nunca sentiu uma dor de cabeça, que atire a primeira pedra. Ela provoca desconforto, mal humor, irritabilidade, sensibilidade à luz e ao som, dentre outros sintomas. Dentre os diferentes tipos de dor de cabeça, a enxaqueca caracteriza-se por uma dor intensa e pulsante, que pode ser acompanhada de náuseas e tonturas. De acordo com o Ministério da Saúde (MS), a enxaqueca afeta cerca de 15% da população brasileira, algo em torno de 31 milhões de pessoas, a maioria na faixa dos 25 aos 45 anos. Nas crianças, ocorre em 3% a 10%, afetando igualmente ambos os sexos antes da puberdade.

Segundo o médico, Henrique Eloy, especialista em cirurgia e endoscopia bariátrica e gastroenterologia, a obesidade pode aumentar em 44% a chance de um indivíduo apresentar enxaqueca. Além disso, pessoas com excesso de peso apresentam maior gravidade dos sintomas, bem como maior chance de apresentar enxaqueca crônica do que apenas episódica.

Diversas pesquisas demonstraram uma melhora importante do quadro clínico dos que sofrem com a enxaqueca com a redução de peso. “Sendo assim, ter um peso saudável faz parte do tratamento de quem sofre da dor de cabeça crônica. Espera-se uma redução de cerca de 57% das crises de enxaqueca após a cirurgia bariátrica”, explica Eloy.

Tanto a obesidade como a magreza extrema são fatores de risco para a enxaqueca, de acordo com um estudo realizado por um grupo de cientistas dos Estados Unidos e publicado na revista “Neurology”, da Academia Americana de Neurologia. O estudo, coordenado pela neurologista Lee Peterlin, da Universidade Johns Hopkins, concluiu que as pessoas obesas e as abaixo do peso têm, respectivamente, uma probabilidade 27% e 13% maior de sofrer de enxaqueca, em comparação aos indivíduos com peso normal.

O IMC é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a principal referência para a classificação das faixas de peso. O índice é determinado pela divisão do peso do indivíduo, em quilos, pelo quadrado de sua altura em metros. A obesidade é definida por um IMC acima de 30, enquanto as pessoas abaixo do peso são as que têm IMC menor que 18,5.

Por Rose Naves Coelho
Portal SEGS

Fechar Menu
WhatsApp chat