fbpx
Agende sua consulta: (17) 3232-1544 | 99153-9837

Relação entre Sedentarismo e Obesidade

Relação entre Sedentarismo e Obesidade
Considerado o mal do século, o sedentarismo é um dos fatores de risco para doenças cardiovasculares. Caracterizado pela falta ou a diminuição da atividade física, o sedentarismo atinge órgãos vitais e impacta diretamente na saúde dos músculos e ossos.

No mundo, segundo a organização mundial da Saúde, um em cada três adultos não pratica nenhuma atividade física. O perfil da população mundial hoje apresenta número significativo de indivíduos obesos e com sobrepeso, além de outras doenças decorrentes do corpo sedentário.

O corpo humano foi programado para funcionar melhor quando recebe estímulos. As funções vitais acontecem de forma mais regular e com menor desgaste quando o indivíduo é ativo. Um corpo sedentário funciona mal e sobrecarrega todos os órgãos. Por isso quando feita de maneira regular, a atividade física previne e ajuda a melhor muitos problemas de saúde como diabetes, hipertensão, obesidade e colesterol.

Valores de referência para cálculo do IMC
• Menor que 18,5 = Abaixo do peso
• Entre 18,5 e 24,9 = Peso normal
• Entre 25 e 29,9 = Sobrepeso (acima do peso desejado)
• Igual ou acima de 30 = Obesidade

Sintomas e exames

Obesidade, colesterol, hipertensão podem ser associadas com a falta de atividade física. A obesidade está diretamente relacionada ao sedentarismo. Há outros fatores que estão ligados a obesidade, como insônia e arritmia. Por isso a mudança de hábito aliado a uma dieta saudável ajudam a prevenir doenças.

Principais Causas

Com a rotina atribulada vivida pela grande maioria da população brasileira o tempo se tornou o maior empecilho para a prática de uma atividade física. A adoção de um estilo de vida mais saudável, com menor ingestão de calorias e aumento das atividades físicas proporciona a redução de peso, reversão da obesidade e facilita a manutenção de uma vida saudável.

Tratamento e cuidados após o diagnóstico

Combine uma alimentação equilibrada à prática regular de exercícios. Faça uma avaliação médica antes de iniciar qualquer atividade física. Caminhadas diárias de 30 minutos são uma boa opção para começar. A hidratação e a escolha da roupa adequada também ajudam nesse processo.

Complicações

Obesidade, pressão alta, diabetes, aumento do colesterol, infarto, derrames, depressão, doenças articulares, são alguns exemplos das doenças às quais o indivíduo sedentário se expõe, além do risco principal de sofrer morte súbita.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia
Fechar Menu
WhatsApp chat